Iniciativas

Introdução à Comunicação de Ciência: da teoria à prática

A comunicação de ciência é a ponte que liga o conhecimento científico à sociedade. Nesta breve formação teórico-prática, serão apresentadas e discutidas técnicas e ferramentas que podem ser utilizadas na aproximação da ciência a públicos não especializados.

Este workshop visa promover soft skills essenciais a um bom desempenho perante desafios académicos e sociais.

Conheça os pontos fortes e fracos do P-3AC no parecer emitido pela SPECO

A proposta do Programa de Acção para a Adaptação às Alterações Climáticas (P-3AC) constitui uma ferramenta estratégica da Agência Portuguesa do Ambiente, na sequência da definição de prioridades definidas pelo Acordo de Paris (2015), nos resultados obtidos no âmbito da Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas (ENAAC) e dos projecto ClimAdaPT.Local e do Programa AdaPT.

A Sociedade Portuguesa de Ecologia (SPECO) congratula-se pelo enquadramento do documento e a sua ampla divulgação o que denota preocupação em finalizar um programa de acção que pretende ser instrumental para o desenvolvimento de medidas de mitigação e adaptação. Congratula-se, ainda, pela forma como foram usados os resultados dos projectos anteriores que contribuíram para definir as linhas de acção do documento em análise.

Vencedores dos Prémios de Mestrado 2018

Já são conhecidos os vencedores da edição 2018 dos Prémios de Mestrado, organizada pela SPECO – Sociedade Portuguesa de Ecologia, que irão apresentar o seu trabalho no 17º Encontro Nacional de Ecologia, que terá lugar a 15 e 16 de novembro na Universidade de Évora. Os prémios foram abertos em três áreas distintas - Serviços de Ecossistema Marinhos, Ecologia dos Sistemas Aquáticos e Ecossistemas de Montanha.

Maria Inês Clara, Mestre pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, David Mateus, Mestre pela Universidade de Aveiro, e João Filipe, Mestre pela Universidade de Coimbra, foram seleccionados como primeiros classificados para as áreas de Serviços de Ecossistemas Marinhos, Ecologia dos Sistemas Aquáticos e Ecossistemas de Montanha, respectivamente, de acordo com a decisão do júri seleccionado para o efeito.

Programa de Ação para a Adaptação às Alterações Climáticas disponível para apreciação

Encontra-se aberta a fase de apreciação do Programa de Ação para a Adaptação às Alterações Climáticas (P-3AC) no portal Participa até 28 de Novembro de 2018.

O P-3AC complementa e sistematiza os trabalhos realizados no contexto da ENAAC 2020 tendo em vista o seu segundo objetivo, o de implementar medidas de adaptação, elegendo oito linhas de ação concretas de intervenção direta no território e nas infraestruturas, complementadas por uma linha de ação de carácter transversal, as quais visam dar resposta aos principais impactes e vulnerabilidades identificadas para Portugal.

Vencedores da Edição 2018 | Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias

Já são conhecidos os vencedores da edição 2018 do Prémio de Doutoramento em Ecologia – Fundação Amadeu Dias, organizado pela SPECO – Sociedade Portuguesa de Ecologia. Os três classificados irão apresentar o seu trabalho no 17º Encontro Nacional de Ecologia, que terá lugar a 15 e 16 de novembro na Universidade de Évora.

Paula Matos, investigadora no cE3c (Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Climáticas) da Universidade de Lisboa, Luis Silva, investigador no CIBIO-InBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Universidade do Porto) e Marc Fernandez, investigador no cE3c da Universidade dos Açores, foram seleccionados como primeiro, segundo e terceiros classificados, respectivamente, pelo júri convidado a avaliar as candidaturas ao Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias.

Turismo e investigação para a conservação - cetáceos do Sudoeste de Portugal

Palestra

14 de Setembro, 17h00-18h00

Mar Ilimitado, Sagres

Gratuito

logo site anw 2018 300x300 2

Os cetáceos são um grupo de mamíferos marinhos que desenvolveram diversas adaptações ao estilo de vida aquático, o que lhes permite viver em diferentes tipos ecológicos. Estes animais podem ser avistados por todo o mundo, inclusive ao longo da costa Portuguesa. Nesta são desenvolvidos diversos estudos e projectos de investigação com o intuito de conhecer mais sobre estes animais.