A SPECO no 1º Congresso da SIBECOL

O congresso fundacional da SIBECOL teve lugar de 4 a 7 de Fevereiro 2019, coincidindo com o centenário do nascimento de Ramón Margalef, considerado o "pai" da ecologia em Espanha.

O evento realizou-se na Universitat de Barcelona (UB), lugar onde o insigne ecólogo desempenhou o seu trabalho como docente e investigador. Este congresso correspondeu ainda ao XIV Congresso da Asociación Española de Ecología Terrestre (AEET). A SPECO, como sociedade fundadora da SIBECOL, esteve presente durante os dias do congresso.

Durante quatro dias intensos, cerca de 700 especialistas em ecologia terrestre e aquática, de águas continentais e marinhas, apresentaram diferentes temas científicos com abordagens variadas numa perspectiva integradora sobre o conhecimento em ecologia. Os participantes distribuíram-se por conferências plenárias, sessões temáticas e grupos de trabalho com apresentações orais ou sob a forma de painel. Os membros da SPECO, acolheram este congresso com  bastante entusiasmo apesar de estarem sub-representados (19 ao todo). Não obstante o número, distribuíram-se por inúmeras palestras, tendo contado com dois convidados para conferências plenárias e com três outros membros que estiveram na organização de sessões temáticas e grupos de trabalho. Importa ainda salientar que a grande maioria dos portugueses ali presentes foi convidado para realizar apresentações orais. É ainda de realçar que um dos trabalhos em forma de painel, apresentado por um investigador espanhol do Centro de Ecologia Funcional, recebeu o primeiro prémio, pela forma inovadora e criativa com que apresentou os seus resultados. O tema do trabalho incidiu sobre a experiência pioneira do biocontrol da acácia, tema de investigação há muito desenvolvido por investigadores daquela unidade de investigação da Universidade de Coimbra.

Foi durante o congresso que teve lugar a primeira Assembleia da SIBECOL onde foram eleitos os membros da nova direcção que conta com três portugueses: um como vogal, Maria João Feio, da Universidade de Coimbra, e outros dois, representante da Sociedade Portuguesa de Ecologia, Maria Amélia Martins-Loução - presidente da SPECO - e representante da Associação Ibérica de Limnologia, Manuel Graça, da Universidade de Coimbra.