Mais informaçoes: info@speco.pt

O Eco da SPECO chegou a Coimbra, graças a Miguel Barreira

Miguel Barreira é investigador no CFE - Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra. A necessidade de dar a conhecer a SPECO e o seu papel junto dos ecólogos portugueses serviu de motivação para que o Eco da SPECO chegasse a Coimbra.

 

SPECO: De onde parte o Eco?

MB: Desde a infância que sabia que queria ser cientista. Chegado ao secundário, decidi enveredar pela Biologia, especialmente pela chamada Biologia de “bota”. Foi na mesma altura que sabia que queria a Ecologia como área de especialização. Sendo biólogo, consigo analisar tudo o que se passa desde o nível atómico e molecular até ao nível comunidade e ecossistema. Dentro da Ecologia, tem sido na Ecofisiologia que se têm centrado os meus estudos e atividades académicas, tendo recentemente ganho um interesse na chamada Biologia de “byte”.

 

SPECO: O que o motivou a candidatar-se?

MB: Apesar de eu já ter conhecimento das iniciativas que a SPECO organiza regularmente, tenho notado que no meu departamento aqui na Universidade de Coimbra ainda é uma Sociedade pouco conhecida, junto dos alunos de Licenciatura e Mestrado do Departamento de Ciências da Vida. Assim, pretendo aumentar o reconhecimento do nome da SPECO em Coimbra, aprendendo também eu próprio algumas valências, ao longo deste caminho.

 

SPECO: Como espera levar a Ecologia mais longe?

MB: Ajudando a organizar atividades da SPECO em Coimbra, mostrando o que a Ecologia tem para oferecer aos meus colegas. Há necessidade de bons Ecólogos em Portugal e no mundo, e sou da opinião que a SPECO tem um papel a desempenhar na formação destes, complementando a formação curricular oferecida pelas Universidades portuguesas.