Prémio em Ecossistemas de Montanha 2018

Prémio resultante da cooperação entre a SPECO, o CIMO - Centro de Investigação de Montanha e o Instituto Politécnico de Bragança.

O concurso pretende premiar trabalhos de investigação desenvolvidos no âmbito de ecossistemas de montanha, naturais, semi-naturais ou artificiais, em Portugal ou outra região do mundo. Incluem-se assim ecossistemas como florestas, lagos, rios, matos, pastagens, áreas agrícolas, plantações florestais, sistemas agro-florestais e sistemas urbanos de montanha. O conceito de montanha adotado neste concurso inclui todas as áreas apresentando gradientes ambientais muito acentuados e resultantes de variações relativamente abruptas da altitude ou da elevada complexidade geomorfológica do território (declives acentuados).

 

 logo cimologo ipb

 

 

 

A quem se destina o prémio?

O prémio será atribuído a uma tese de mestrado na área dos ecossistemas de montanha, defendida entre 2016 e 2018, em qualquer instituição nacional.

O que há a ganhar?

500€, um estágio e estadia de 2 semanas no CIMO (Bragança), 2 anos de quotas pagas da SPECO e a publicação do resumo na revista Ecologi@.

 

Candidaturas até 28 de Setembro!

 

Informações:

- Regulamento

- Formulário de candidatura

- Júri: Maria Amélia Martins-Loução (SPECO), Jorge Palmeirim (Universidade de Lisboa), Ester Serrão (Universidade do Algarve), João Carlos Martins Azevedo (CIMO, IPB) e Amílcar António Teiga Teixeira (CIMO, IPB).