Mais informaçoes: info@speco.pt

Editorial

capa 8 final
Ao fim de quatro anos de interregno, a revista Ecologi@ volta a sair para retomar o seu lugar: despretenciosa, mas segura, dando pequenos passos, mas convicta de que possa vir a atrair estudantes e investigadores seniores.

Ao contrário do que vinha a ser implementado não se pretende ter um tema especial em cada número a não ser que isso seja oportuno. Passa assim a ser uma revista da Sociedade Portuguesa de Ecologia apostada em divulgar os trabalhos científicos e outros de divulgação científica, que se fazem no âmbito da ecologia. Por Ecologia denomina-se todos os trabalhos com diferentes abordagens, desde a biologia molecular, com vista à compreensão da história evolutiva de uma espécie no ecossistema, ouao papel dos microorganismos no funcionamento dos ecossistemas, até ao estudo das espécies nos ecossistemas aquáticos ou terrestres e das suas cadeias tróficas. O efeito do homem nos ecossistemas naturais ou urbanos e suas consequências são também privilegiados.

A Ecologi@ tem, actualmente, uma periodicidade anual e a sua gestão é da responsabilidade da Sociedade Portuguesa de Ecologia. Pretende ser uma revista redigida em português, mas com artigos em inglês sempre que os autores o requeiram. Mas quer o resumo quer aslegendas das figuras e tabelas terão de ser nos dois idiomas. Não será adstrita aos Encontros de Ecologia mas poderá usufruir de alguns trabalhos ali apresentados. Está permanentemente aberta a receber novos contributos. Poderá contar com cinco secções distintas: Artigos Científicos, Artigos de Revisão, Artigos de Opinião, Resumos de Teses e Projectos e Entrevistas. A Revista fundamenta-se na submissão de documentos pela Sociedade Científica e Académica Portuguesa, e dos Países Lusófonos, envolvida na investigação e desenvolvimentos de projectos em Ecologia.

Foi constituído um novo corpo editorial já publicado que terá a responsabilidadede escrutinar todas as propostas que lhe cheguem para publicação. A eles expresso o meu agradecimento por acreditarem que esta é uma oportunidade para relançar uma revista que pode ocupar um lugar significativo na divulgação daciência ecológica. Este é um número de transição entre o passado recente (2014) e o presente (2018). Apesar de vir à estampa apenas em 2018 será um volume de 2017 com artigos que estavam pendentes de publicação desde há algum tempo, mas que nem por isso deixaram de ser alvo de revisão rigorosa. A todos os revisores, que em tempo record responderam ao meu pedido, quero expressar o meu profundo agradecimento pela compreensão e apoio que dedicaram a este projecto.

Maria Amélia Martins-Loução

Presidente da SPECO

Editora deste número

Dezembro 2017

de

que possa vir a atrair

estudantes e investigadores seniores.

Ao

contrário

do

que vinha a ser implementado não

se

pretende ter

um

tema especial

em

cada número a não ser que isso seja oportuno. Passa assim

a ser uma revista

da

Sociedade Portuguesa

de

Ecologia apostada

em

divulgar

os

trabalhos

científicos e outros

de

divulgação científica, que

se

fazem

no

âmbito

da

ecologia. Por Ecologia

denomina-

se

todos

os

trabalhos com diferentes abordagens, desde a biologia molecul

ar, com

vista à compreensão

da

história evolutiva

de

uma espécie

no

ecossistema,

ou

ao

papel dos

microorganismos

no

funcionamento dos ecossistemas,

at

é

ao

estudo das espécies nos

ecossistemas aquáticos

ou

terrestres e das suas cadeias

tr

óficas. O efeito

do

homem nos

ecossistemas naturais

ou

urbanos e suas consequências são também privilegiados.

A Ecologi@ tem, actualmente, uma periodicidade anual e

a sua gestão é

da

responsabilidade

da

Sociedade Portuguesa

de

Ecologia. Pretende ser uma revista redigida

em

portuguê

s,

mas

com artigos

em

inglês sempre que

os

autores o requeiram. Mas quer o resumo quer

as

legendas das figuras e tabelas terão

de

ser nos dois idiomas.

Não será adstrita aos Encontros

de

Ecologia mas poderá usufruir

de

alguns trabalhos ali

apresentados. Está permanentemente aberta a receber novos cont

ributos.

Poderá contar com cinco secçõ

es

distintas: Artigos Científicos, Artigos

de

Revisã

o,

Artigos

de

Opiniã

o,

Resumos

de

Teses e Projectos e Entrevistas. A Revista fundamenta-

se

na

submissão

de

documentos pela Sociedade Científica e Académica Portugu

esa, e dos

Pa

íses Lusófonos,

envolvida

na

investigação e desenvolvimentos

de

projectos

em

Ecologia.

Foi constituí

do

um

novo corpo editorial já publicado que terá a responsabilidade

de

escrutinar

todas

as

propostas que lhe cheguem para publicaçã

o.

A eles expresso o meu agradecimento

por acreditarem que esta é uma oportunidade para relanç

ar

uma revista que pode ocupar

um

lugar significativo

na

divulgação

da

ci

ência ecológica.

Este é

um

número

de

transição entre o passado recente (2014) e o presente (2018).

Apesar

de

vir à estampa apenas

em

2018 será

um

volume

de

2017 com artigos que estavam

pendentes

de

publicação desde há algum tempo,esponderam

ao

meu pedido,

quero expressar o o pela

co

mpreensão e apoio que dedicaram a

este projecto.

SPECO, Dezembro 2017

Maria

Am

é

lia

Martins-Loução

Presidente

da

SPECO

Editora deste número.

Notícias

Iniciativas

Facebook

Prémios

Formação