XIX Encontro Nacional de Ecologia e Celebração dos 25 anos da SPECO

XIX Encontro Nacional de Ecologia e Celebração dos 25 anos da SPECO

Desafios para a nova década

Online, 9-12 Dezembro 2020
Os três grandes temas:

Restauro e gestão ecológica

Biodiversidade e ecossistemas

Recursos marinhos e oceanos

As Nações Unidas nomearam esta década como a década do Restauro Ecológico, da Ciência para a Sustentabilidade dos Oceanos e do desenvolvimento de planos de acção para alcançar os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável.

A história recente mostrou que a acção antrópica, geradora dos modelos económicos, sociais e culturais das sociedades entra, facilmente, em conflito com os modelos naturais. A escalada de um conflito local a um dilema mundial é cada vez mais fácil de alcançar… e os conflitos acumulam-se.

 Há mais de 30 anos que os cientistas afirmam que o excesso de exploração de recursos, a fragmentação de habitats, o comércio ilegal de espécies, entre outros, estão a enfraquecer as barreiras que protegem a nossa própria saúde. Em dias, uma epidemia escalou a uma pandemia que vincará os seus efeitos durante anos.

Mais do que nunca, a Ecologia, enquanto ciência transversal, e os ecólogos, em particular, são chamados a intervir e a mostrar o seu papel como profissionais relevantes numa sociedade em mudança. Quais os desafios a enfrentar? Como podemos proteger o que ainda temos? Como podemos reverter o que perdemos? Como podemos agir?

A comissão organizadora do XIX Encontro Nacional de Ecologia incentiva a submissão de trabalhos em todos os domínios da ecologia. O congresso será estruturado de forma a destacar 3 grandes temas: restauro e gestão ecológica, biodiversidade e ecossistemas, e recursos marinhos e oceanos.

Devido à situação COVID-19,  e à previsão dada para a data de realização do ENE2020, a comissão organizadora decidiu que o 19º Encontro Nacional de Ecologia passará a ser completamente online.

Oradores convidados

Image
Restauro e gestão ecológica
Cristina Calheiros (CIIMAR/UPorto)

 

Formada em Engenharia do Ambiente e com um currículo dedicado à Biotecnologia, nomeadamente na biorremediação de solos e água.

É Investigadora no CIIMAR e dedica a sua vida pessoal e profissional à protecção ambiental, a sua investigação foca-se principalmente no uso de ecotecnologias (e.g. telhados verdes, ilhas húmidas flutuantes, construção de zonas húmidas)

Image
Biodiversidade e ecossistemas
João Pradinho Honrado (CIBIO.INBIO/UPorto)

 

Biólogo e Professor de Ecologia, biodiversidade e Recursos naturais na Universidade do Porto, João Pradinho Honrado, dedica a sua investigação aos factores, processos e consequências das alterações nos ecossistemas e nas paisagens, desde alterações climáticas a invasões biológicas e alteração do uso do solo com o objectivo de melhorar as estratégias de conservação, planeamento espacial e uso dos ecossistemas.

Image
Recursos marinhos e oceanos
Isabel Sousa Pinto (CIIMAR/UPorto)

 

Professora na Universidade do Porto é doutorada em Ecologia de algas marinhas, ecofisiologia e cultivo pela Universidade de Santa Barbara, na Califórnia. A sua investigação é focada, maioritariamente em biodiversidade e ecologia de comunidades bênticas e na biologia, cultivo e uso de algas marinhas.

Programa

Devido à situação COVID-19 e à previsão dada para a data de realização do ENE2020, a Comissão Organizadora decidiu que o XIX Encontro Nacional de Ecologia passará a ser completamente online. Assim, este programa poderá vir a sofrer algumas alterações, nomeadamente as actividades que teriam necessidade de ser realizadas presencialmente (por exemplo: Jantar - Convívio).

Cursos

Os cursos terão lugar Sábado, dia 12 de Dezembro, e estão abertos a todos os que se inscrevam no XIX ENE.

Os cursos são gratuitos para os inscritos na totalidade dos dias do Encontro (se não escolheu usufruir do desconto de 1 dia).

Para qualquer outra pessoa, os cursos têm o custo de 20€, sem a obrigatorieadade de inscrição no XIX ENE. Descontos para sócios SIBECOL.

Informações importantes:

  1. Os cursos terão lugar no sábado, dia 12, de manhã;
  2. Serão emitidos certificados de conclusão.
  3. A inscrição é obrigatória a TODOS os interessados e está aberta até dia 8 de Dezembro.
  4. Os lugares estão limitados a 20 participantes:
    1. Os primeiros 20 a inscreverem-se, em cada curso, serão notificados para que confirmem a sua participação, essa confirmação terá de ser feita até 48h depois do e-mail enviado.
    2. Será criada uma lista de suplentes, que irão ser notificados caso haja desistências/não-confirmações.
  5. Os lugares são limitados, pelo que pedimos que ponderem a decisão de participar, para não tirar lugar a quem pudesse ocupar a vossa posição.
  6. Qualquer desistência terá de ser notificada até dia 9 de Dezembro para que possamos contactar os interessados em lista de espera.
Fotografia de Marta Borges

Restauro Ecológico de Pedreiras: Combater a degradação promovendo a biodiversidade e a resiliência

4 horas de formação | Limite: 20 participantes

O restauro ecológico é um desafio global urgente para travar a degradação dos ecossistemas, combater a perda de biodiversidade e o impacto das alterações climáticas, assegurando serviços do ecossistema fundamentais à sobrevivência e bem-estar humanos. A exploração de pedreiras em particular, acarreta diversos impactos que podem ser minimizados/ revertidos através de técnicas de restauro adequadas.

Como é feito o restauro ecológico de pedreiras?
Como compatibilizar múltiplos objectivos do restauro e quais as melhores estratégias para o conseguir?
Como avaliar o sucesso do restauro e a sua resiliência num futuro incerto?

Nesta formação online teórico-prática vamos:

  • abordar conceitos chave no restauro ecológico,
  • descrever e comparar diferentes técnicas de restauro de pedreiras incluindo as componentes da flora e fauna,
  • e comparar métricas de biodiversidade úteis para avaliar a trajectória e sucesso do restauro, usando um caso de estudo português.
Fotografia de Marta Borges

A ciência nas notícias: promovendo um maior diálogo entre cientistas e jornalistas

4 horas de formação | Limite: 20 participantes | Formadora: Marta Santos

O trabalho de cientistas e jornalistas segue diferentes métodos e prazos, o que por vezes gera frustraçõesde parte a parte. Mas ambos têm também pontos em comum, como por exemplo o rigor da informação.

Como é que os cientistas podem estar disponíveis para falar com os jornalistas – sem se sobreporem ao seu trabalho?

Nesta formação online teórico-prática vamos:

  • comparar e perceber as diferenças nos métodos de trabalho de jornalistas e cientistas;
  • quais as diferenças entre um artigo científico e uma notícia;
  • que boas práticas podem ser adotadas pelos cientistas em contexto de entrevista, no sentido de promover um melhor diálogo.​

Arte & Música em Ecologia

A Escola Superior de Música de Lisboa e o Festival DME associam-se à Sociedade Portuguesa de Ecologia através da curadoria de uma lista de peças musicais de carácter exploratório e cujo teor artístico
floresça da Ecologia.

Para além de peças acusmáticas de compositores portugueses e estrangeiros, será apresentado o projecto EcoLab do Laboratório de Música Mista José Luís Ferreira (que integram o projecto EcoEscolas do IPL).

Image

Comissão organizadora

Ana Cristina Rodrigues (ESA-IPVC)

Ana Guedes (ESA-IPVC)

Cristina Máguas (SPECO/cE3c, FCUL)

Gabriela Dias (ESA-IPVC)

Helena Serrano (SPECO/cE3c, FCUL)

Inês Reis Santos (SPECO)

Joana Nogueira (ESA-IPVC)

Joaquim Mamede Alonso (ESA-IPVC)

Leonel Nunes (ESA-IPVC)

Maria Amélia Martins-Loução (SPECO/cE3c, FCUL)

Rúben Oliveira (SPECO/SENCIÊNCIA)

Sara Simões (ESA-IPVC)

Susana Gonçalves (SPECO/CFE, UCoimbra)

Comissão científica

Alice Nunes (cE3c, FCUL, ULisboa)

Carlos Pinto Gomes (MED, UÉvora)

Elsa Froufe (CIIMAR, UPorto)

Filipe Costa (CBMA, UMinho)

Isabel Mourão (ESA-IPVC)

José Alberto Cardoso Pereira (CIMO, IPB)

Lúcia Guilhermino (CIIMAR, UPorto)

Miguel Carretero (CIBIO, UPorto)

Patricia Rodríguez-González (CEF, ISA, ULisboa)

Rúben Heleno (CFE, UCoimbra)

Rui Cortes (CITAB, UTAD)

Parceiros

nhbs: wildlife | ecology | conservation
Escola Superior de Música de Lisboa
Instituto Politécnico de Viana do Castelo
Festival DME