Vice-Presidente da SPECO, Cristina Máguas em Moçambique

Moçambique graduou os primeiros mestres em Biologia da Conservação

A Vice-Presidente da SPECO, Cristina Máguas, Professora Associada da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, foi uma das convidadas a dar formação a 12 estudantes do Mestrado em Biologia da Conservação. O programa de Mestrado, concebido por um conjunto de três instituições de ensino superior moçambicanas (Universidade Zambeze, Universidade Lúrio e o Instituto Superior Politécnico de Manica), estabeleceu parceria com o Parque Nacional da Gorongosa e a Universidade de Lisboa. Cristina Máguas foi uma das representantes da Universidade de Lisboa a contribuir na concepção, formalização e realização desta formação especializada.
Este Mestrado, considerado como um dos primeiros na área de conservaçãoo, vem proporcionar o surgimento de uma formação mais sólida e concreta na área da biologia da conservação, ecologia e gestão ambiental. A sua relação com o Parque da Gorongosa será, seguramente, uma oportunidade para os futuros mestres aplicarem os conhecimentos e competências adquiridas no desenvolvimento de soluções científicas para a melhor resolução de problemas técnicos.

 

Assista ao vídeo da cerimónia de Graduação: AQUI

 

Fonte: Observador e Press_release_Mestrado_BC_PT.pdf.