Lançamento dos Vídeos LTER Portugal

Lançamento dos Vídeos LTER Portugal

O evento

23 de Novembro | 16h30 | 3.2.14 Grande auditório da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

A SPECO e a Coordenadora Nacional da Plataforma LTER Portugal convidam toda a comunidade para a sessão de lançamento dos vídeos LTER Portugal.

Terá a oportunidade de assistir aos quatro vídeos produzidos e realizados por Miguel Cortes Costa e Carolina Castro Almeida que retratam, extraordinariamente, o trabalho de décadas de investigação ecossistemas portugueses de Norte a Sul do país. 

Guarde já o seu lugar AQUI

A rede LTER

Image

Plataforma de Investigação Ecológica de Longo Prazo ou LTER (da sigla inglesa, Long Term Ecological Research) constitui uma proposta de solução para responder a uma das maiores preocupações actuais: recolher informações contínuas, ao longo do tempo, para compreender e prever melhores práticas de gestão dos ecossistemas naturais, por forma a manter os serviços que asseguram o bem estar e equilíbrio Humano.

O estabelecimento destas plataformas foi iniciado na década de 80 do século XX, nos Estados Unidos da América (EUA). A rede europeia de sítios foi apenas constituída em 2011.

A partir de 2003 a SPECO iniciou os contactos formais com diferentes investigadores a fim de seleccionar os ecossistemas mais representativos para serem seguidos como sítios LTER (ver história)

Fique a conhecer estes quatro locais, a sua beleza, características e o conhecimento que é gerado para permitir a sua protecção e o aproveitamento dos seus valores sócio-económicos.

Os 4 sítios LTER

O que estudam? O que fazem? Que tesouros esconde este ecossistema e que ameaças surgem com as alterações climáticas?

LTsER Baixo Sabor

Image

Barragens…Necessárias ou dispensáveis?

Quando paredes de betão são erguidas e atravessam o curso natural do rio, o que acontece à fauna e à flora fluvial e adjacente? Com os seus refúgios inundados e cortados como se adaptam os animais?

Estas e outras questões fizeram surgir um dos locais LTER existentes em Portugal, o LTER Baixo Sabor.

A equipa associada à investigação neste local pretende perceber se as medidas pioneiras de mitigação de impacto, implementadas pela empresa EDP aquando da inundação do vale do Baixo Sabor, são eficazes na protecção dos diversos endemismos. Região de beleza agreste, situada na Terra Quente Transmontana possui uma elevada riqueza ecológica.

LTsER Estuários

Image

Portugal é reconhecido pela sua privilegiada costa banhada pelo Oceano Atlântico que é, para muitos rios, o seu destino final.

Deste encontro entre o rio e o mar, nascem os estuários, um dos ecossistemas mais produtivos e biodiversos do planeta.

Contudo, esta riqueza vê-se ameaçada por uma série de factores externos. A investigação e monitorização de longo prazo realizada pela equipa LTER Estuários em conjunto com a população garante a protecção dos valores naturais e sócio-económicos destes importantes ecossistemas.

LTsER Ria de Aveiro

Image

Na Costa Noroeste de Portugal, situa-se uma zona húmida lagunar com cerca de 11 mil hectares de uma complexa estrutura estuarina, com fauna e flora únicas, adaptadas a viver nesta dualidade de água salgada e doce.

Este local, complexo e dinâmico, é tão rico quanto frágil. Separada pelo mar por uma língua de areia a Ria de Aveiro, ameaçada pelas alterações climáticas, sofre pelo mau aproveitamento do local, desde a invasão por indústrias e espécies exóticas à sua sobre-exploração.

A selecção deste local como local LTER justifica-se para contribuir para  preservar a riqueza biológica dentro do seu contexto sócio-económico, através do acompanhamento das características ecológicas da Ria ao longo dos anos.

LTsER Montado

Image

Uma das paisagens mais características do nosso país são as grandes planícies alentejanas, que se assemelham a uma savana africana. Em plena Península Ibérica, o montado, é o exemplo claro do equilíbrio Homem – Natureza.

O Montado é um dos sistemas agroflorestais mais sustentáveis do mundo, e é, desde 2011, estudado por uma equipa de investigadores portugueses.