top of page
  • Foto do escritorSPECO

Alagoas Brancas: futuro de zona húmida de Lagoa discutido em sessão participativa

O futuro das Alagoas Brancas vai ser discutido no próximo dia 20 de abril, a partir das 10h00, numa sessão participativa aberta à comunidade.



O futuro das Alagoas Brancas vai ser discutido no próximo dia 20 de abril, a partir das 10h00, numa sessão participativa aberta à comunidade. A sessão, que decorrerá no Auditório do Convento de São José, em Lagoa (Algarve), reúne cidadãos, associações, organizações ambientais, académicos, entidades governamentais e a autarquia de Lagoa. O objetivo é apresentar os valores ecológicos únicos desta zona húmida, localizada junto à cidade, e criar propostas para a sua preservação num futuro Parque da Cidade.


O evento ocorrerá ao longo de todo o dia 20 de abril. Durante a manhã, haverá uma apresentação dos

valores das Alagoas Brancas e dos desafios que a preservação de uma zona húmida próxima do meio

urbano implica. Serão abordados temas de ordenamento e gestão da água, botânica, invertebrados e

avifauna. Apresentar-se-ão nessa altura os resultados do bioblitz que decorreu em fevereiro passado - um evento em que, no decorrer de um único dia, um grupo de especialistas se dedicou a identificar o maior número possível de espécies nesta área.


Alguns dos valores ambientais das Alagoas Brancas já conhecidos estarão em destaque. Além da sua

biodiversidade em avifauna (contabilizando 143 espécies de aves na plataforma de ciência cidadã EBird), serão revelados dados sobre invertebrados e hidrobotânica. Da rara comunidade de plantas aquáticas aqui descoberta, dar-se-á especial destaque à estrela-de-água, Damasonium bourgaei, criticamente em perigo em Portugal, que tem nas Alagoas Brancas a sua maior população nacional.


A tarde começa com uma sessão de trabalho em que grupos de especialistas de várias áreas irão debater abordagens e planos concretos para assegurar a preservação das Alagoas Brancas num futuro Parque da Cidade de Lagoa. O resultado será depois disponibilizado num documento único.


Estas propostas serão apresentadas à comunidade a partir das 16h00, abrindo espaço para debate e

contributos de todos os interessados.


Segue-se uma mesa redonda, que conta com a participação de representantes do Município de Lagoa, do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, da APA/ARH Algarve – Agência Portuguesa do Ambiente/Administração de Região Hidrográfica do Algarve, da CCDR Algarve - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, do Movimento Salvar as Alagoas Brancas e de várias organizações não-governamentais de ambiente, incluindo a SPECO.


Pode verificar o programa do evento na imagem abaixo.





As inscrições neste evento podem ser feitas aqui (limitadas ao espaço disponível):



Para mais informação, contacte:


Anabela Santos (Associação Almargem): 925 482 138

Ana Marta Costa (Cidade da Participação): 915 665 424


+ ecoinfo | almargem.org


Saudações ecológicas.

11 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page